Philippe Lhuillier

Philippe Lhuillier é artista plástico, francês, pouco mais de 50 anos, autodidata. É do sul oeste da França (Agen) e vive em São Luís do Maranhão, no Brasil. Pinta desde os 14 anos de idade a óleo sobre tela e fez sua primeira exposição particular aos 16 anos aqui em São Luis. Fez coletivas em Paris, Cannes, Clermont Ferrant, Bayonne e foi premiado em “Gare de Cannes”, em 1986. Após um acidente, perde a mão direita e aprende a pintar com a mão esquerda. Passados 3 anos, faz um trabalho que se aproxima mais do realismo, do engana-olho e participa novamente de coletivas. Em 1991, acumula 20 quadros e vende quase todos em uma exposição dedicada a um trabalho de um padre francês fundador de uma escola profissionalizante para meninos carentes. De lá, seguiu para o Brasil, onde se adaptou bem, permanecendo em São Luís do Maranhão, especificamente no município da Raposa.

Radicado em São Luís há 17 anos, o artista plástico francês é especialista na composição de telas de natureza-morta. As imagens de suas obras apresentam semelhança com o realismo fotográfico. Este gênero é um clássico da pintura, desenvolvido no período Barroco. E tem grande aceitação na França, onde o artista tem bastante prestígio e vende muitos de seus quadros. Para elaborar a tela, o artista costuma fotografar o objeto de interesse e em seguida realiza a pintura tendo a foto como referência. Contudo, ele também compõe retratos de amigos, com pinceladas impressionistas, o que é uma ruptura com o extremo realismo predominante.

A plasticidade propiciada pelo artista dá aos quadros uma temática decorativa e ao observador uma experiência estética de como a pintura pode imitar a realidade tornando-a ainda mais bela.

Na década de 90 foi premiado na extinta Coletiva de Maio. Ao longo do tempo em que está erradicado em São Luis realizou diversas mostras no Palacete Gentil Braga. E além da pintura o artista se dedica também à fotografia.